Pain Perdu

binho barreto

Quebro os ovos

Só dois

Misturo bem com açúcar e leite

Nem vi se tem pão

Tá na geladeira

Manteiga na panela

É tão rápido

Parece que falta

Um creme inglês talvez

hehehe creme inglês…

Corto uma banana e tá bom

Com pitaia fica uma delicia

Não vou lavar as vasilhas

Tem roupa batendo na máquina

Preciso arrumar meu quarto

Preciso… como o navegar

Advertisements

Frustração

closer

Perco tempo olhando o passar do tempo desejado

Na corrida os acúmulos recarregam o peso da carga

Frustra querer fazer e não poder

Dói querer viver e morrer

Planejo o novo com amontoados velhos

Só espano e o mofo cresce

Até o vinho se perde

Só organizar não é tão fácil como você diz

Não sei ficar comigo quando vejo o pior lado de quem eu sou

Procuro os solos de guitarra

Não me conquistam as notas desafinadas

Lançar ao fogo resolve

Onde está quem comanda os mares?

Há desordem nas chuvas e no sol

Nada é eterno

Daqui não se pode ver

Nada é terno

Daqui não se pode ter

Baile

lost in translation

Talvez eu nunca tenha feito tantos planos

Talvez eu nunca tenha tido tantas coisas

Talvez eu nunca tenha sido o suficiente eu no caminho até aqui

Talvez as incertezas me confundam demais

Então eu paro

Reparo no canto vazio

Não queria ele assim

Mas como é bom o vazio

Tenho dormido pouco

Aprendi a dormir bem

Cada outro em sua dor

Todos e ninguém

A música me anima preenchendo os espaços

Uma dança com o vazio

O nada me preenche

O olhar me é suficiente pra caminhar de novo na direção

Todo dia e nunca mais

Vou passar um café

Você quer?

Parabéns para você

Prsicila Amoni

Dia começa na tarde qualquer

Tratos refeitos consigo estabelecem o desejo seguinte

Desconstruir o estabelecido com pias e mesas cheias

Adeuses dizentes repetidos aos poucos que nem conheci

A clareza do saber

A sede do conhecimento

A consciência de quem se é

Mudar o mundo ou mudar você?

Cortei a unhas para não ferir

Faço o que não fiz

Continuo enquanto sigo as ideias ideais

Congratulações ao sabedor de todos temas

Sim

Eu temo

A vela do luto dura mais que a das festas

Ma

lourenço mutarelli

O doce das palavras me desperta o som macio das claves tortas de verão

O silêncio encaminha a claridade do raiar de hoje

Corpos todos em desvio certo para o encontro cotidiano

Respiro fundo com o desejo encoberto pelo encontro

Olhos, torso, boca e suor

Oceanos encantados aquecendo com frescor o ser que surta

Tantos todos distraídos por querer, fazer e ter

Muda o mundo

Para o tempo

Chora a flor

Continuamos sem perceber

Lista de Netflix

Nastassja Kinski Paris Texas 0

Eram as intenções mais verdadeiras quando conferi a busca por seu nome

selecionei entre todos os outros

conferi sua origem

tudo o que tinha a ver com você me atraia

então fui na sua direção e te chamei

agora você está na lista

o problema é que ao lado de tantos outros que me atraem

eu nunca volto a lista

o mais fácil me chama logo e acaba

você podia pelo menos ficar na lista para sempre

mas não

quando decido voltar você não está

sina de saber o que se quer e querer o que não se sabe

volto à “Friends”

bom

mas perdi o melhor

bosta!

 

Fingimento meu

likecrazy4

Levanto abruptamente com a luz de fora me dizendo que é dia

Enfrento turbulência nos lençóis para evitar a dor na lombar e dar um passo

depois outro

depois outro

depois outro

Ouço me chamando sem palavras

Não há de ser em nada mesmo tudo querendo dar

Ela sorri

Ela desvia o olhar

Ela fala… fala… fala…

Eu sorrio

Eu desvio o olhar

Eu fal… ho

Chamas e esquentas toda a superfície que se tem

Vamos passear, dançar, fugir e fingir

Encontro na perdida ação do novo que não existe

Hora de dormir então

Ela sorriu lá atrás?

Durmo bem

Queria o sono e a mente vai

Luz da tela e anestesia

Dói demais fingir