Fingimento meu

likecrazy4

Levanto abruptamente com a luz de fora me dizendo que é dia

Enfrento turbulência nos lençóis para evitar a dor na lombar e dar um passo

depois outro

depois outro

depois outro

Ouço me chamando sem palavras

Não há de ser em nada mesmo tudo querendo dar

Ela sorri

Ela desvia o olhar

Ela fala… fala… fala…

Eu sorrio

Eu desvio o olhar

Eu fal… ho

Chamas e esquentas toda a superfície que se tem

Vamos passear, dançar, fugir e fingir

Encontro na perdida ação do novo que não existe

Hora de dormir então

Ela sorriu lá atrás?

Durmo bem

Queria o sono e a mente vai

Luz da tela e anestesia

Dói demais fingir

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s