Jardim

1899 - Monet - Le Pont Japonais

Ia eu pelo caminho da felicidade quando encontrei o jardim.

Parei ao lado ainda com os pés no que seguia,

não consegui ir para longe, quis ver mais de perto as cores que encontrei.

Pude ver de perto tudo o que me fez parar no caminho,

percebi passos sobre a grama, toquei, senti doçura e vi feridas.

Foi então que perguntei ao jardineiro que sementes tinham ali,

queria saber quando viriam as flores.

Veio a chuva, quis ficar, o cheiro me seduzia, tive que me refugiar.

Ainda passo no caminho onde de longe o vejo,

as sementes vem florescendo,

o perfume ainda me chama.

Jardineiro amigo, em algum outro lugar fizeste algo tão belo?

Sigo caminhando, tantos passos quanto puder até chegar onde devia.

Devia ter andado pelo jardim?

Na memória ainda está o seu perfume.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s