Presença de Deus

fogo

Faz um tempo venho pensando sobre uma expressão que tem tomado as músicas e pregações no contexto evangélico atual que é “presença de Deus”.

Vamos primeiro tentar entender a origem do termo e pra isso vamos consultar as Escrituras Sagradas:

Far-me-ás ver a vereda da vida; na tua presença há fartura de alegrias; à tua mão direita há delícias perpetuamente.
Salmos 16:11

Existem outras citações nas escrituras, tanto no antigo quanto no novo testamento, mas o emprego da expressão para a maioria das pessoas hoje acaba sendo um tanto equivocada. No antigo testamento vemos o relato da presença manifesta de Deus na sarça ardente, junto ao povo de Israel no deserto, no templo, já no novo testamento essa manifestação mais clara na pessoa do Espírito Santo como no dia de pentecostes.

Não quero me ater às mudanças dessa “presença de Deus” do antigo para o novo testamento, mas pensar nos atributos eternos de Deus, mais especificamente na ONIPRESENÇA de Deus, pois como pode um Deus onipresente estar ausente de algum lugar? Como nós entramos e saímos da presença de Deus? É não dá!

Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face?
Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também.
Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar,
Até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá.
Salmos 139:7-10

E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele.
Colossenses 1:17

Nada subsiste sem Deus, é ele quem faz todas as coisas virem à existência e que as sustenta para que não deixem de existir, pois bem, se não dá pra sair da presença de Deus, que é isso que até mesmo a bíblia se refere? Perguntemos, pois ao vento. Por termos a atmosfera terrestre nós podemos respirar, mas não a percebemos sempre, à não ser pelo vento, é ele que nos faz perceber essa atmosfera.

A presença de Deus pode ser comparada com o vento que vez por outra se manifesta e em potencias deferentes de força. Até aqui eu acho que ninguém tem muitas dúvidas, será? Porque o vejo nas músicas e nas pregações é algo um tanto diferente, as pessoas tem adorado a presença de Deus quase como a quarta pessoa da trindade, expressões como “apaixonado por tua presença”, “vem com a tua presença”, “adoramos a tua presença”, mostram um compreensão equivocada do que é a presença de Deus até de quem o próprio Deus é.

A sensação que tenho é como se alguém recebesse uma visita em casa, falasse sobre a visita, se sentasse do lado da visita, mas não se relaciona com ela! Isso tudo para mim é muito sério, pois mostra o quanto a falta de doutrina e de uma espiritualidade baseada na verdade bíblica faz com que vivamos um cristianismo vazia do próprio Deus na pessoa de Jesus Cristo. Para se perceber a magnitude do problema pense em como as pessoas que manifestam esse tipo de espiritualidade lidam com sua fé… vazio né?!

Amados, reflitam em suas próprias vidas como vocês tem se relacionado com Deus, pensem em quem vocês adoram, se ao Deus criador do universo, pai de Jesus Cristo nosso salvador no poder do Espírito Santo ou a uma “presença” distante da sua realidade cotidiana. Clame sempre pela manifestação da presença de Deus, clame para que ele venha se manifestar a você e te fazer repleto do Espírito Santo como foram os grandes homens de fé.

Deixo com vocês o grande poeta Gladir Cabral com a música “Rei do Universo” esperando que essa espiritualidade verdadeira fique um pouco mais clara à todos.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s